Seja bem-vindo ao Melissa Benoist Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Melissa Benoist, mais conhecida por interpretar a Supergirl na serie homônima. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!
ACESSE:

Melissa Benoist está muito satisfeita com o caminho de Supergirl em sua sexta e última temporada.

A despedida do drama da CW começa na terça-feira com uma estreia que coloca Kara (Benoist) e os Super Friends contra Leviathan e o narcisista profissional Lex Luthor (Jon Cryer), que fez lavagem cerebral em metade do mundo para amá-lo. Derrotar o supervilão ego-maníaco irá, no entanto, ter um grande custo para Kara e preparar o terreno para que ela enfrente sua mortalidade e os limites potenciais de seu poder.

Antes da estreia, a EW conversou com Benoist para discutir o que está por vir enquanto a série voa em direção ao seu final.

 

ENTERTAINMENT WEEKLY: Como você se sente sobre o final do programa? Você acha que este é o momento certo para dizer adeus a Kara?

Sim, acho que todos nós meio que chegamos a essa conclusão. Estamos muito orgulhosos de tudo o que conseguimos realizar nos últimos cinco, quase seis anos. Tem sido uma grande jornada: mudando a emissora, mudando as cidades em que filmamos e mudando as noites em que exibimos. Nós passamos por muito nessa série, e acho que criativamente todos nós fomos capazes de dar um passo atrás e dizer que estamos muito orgulhosos de tudo que fizemos e parecia o momento certo.

Você tem uma ideia de para onde está indo a história de Kara? Como você se sente sobre o final que está reservado?

Eles me falaram porque queriam saber se eu tinha alguma opinião sobre onde eu queria ver Kara no final da série. Eu tinha um pedido, e nem era algo que eles estavam pensando em fazer. E eles me lançaram no final, e é realmente adorável. É um ótimo final. Eu me sinto fantástica com isso.

Quando falamos para a matéria da capa, você me disse que abordou cada temporada da perspectiva da evolução de Kara. Como Kara está crescendo nesta temporada?

Quanto mais Kara amadurece, mais ela luta com seu poder e o que significa carregar os poderes que ela tem na Terra e sua identidade como alienígena ou humana, ou onde ela pertence. Essas são coisas que estamos realmente explorando este ano com ela. E o que te torna forte? O que faz você se sentir fortalecida? Essas são coisas que estamos olhando nesta temporada para todos os personagens. Mas com Kara especificamente, esta temporada vai ser mais uma auto-exploração, olhar no espelho e [contemplar] o que seu poder significa porque é quase ilimitado e a torna tão forte na Terra. Onde ela traça a linha? Como ela reconcilia isso com sua humanidade?

Onde estão as coisas com Kara e Lena nesta temporada?

Acho que tudo o que elas passaram na última temporada realmente solidificou seu vínculo e sua amizade, e o fato de serem capazes de curar mostra o quão profunda é essa amizade. Lex está de volta nesta temporada, então o perigo sempre presente de seu irmão psicótico é o suficiente para elas deixarem a água correr sob a ponte. Essa relação, eu acho, é uma das mais importantes da série. Katie [McGrath] e eu sempre abordamos isso realmente querendo explorar as amizades femininas e como as mulheres se relacionam e se apoiam. Isso definitivamente fará parte da temporada final.

Você sentiu uma sensação de alívio agora que você superou o quão angustiadas aquelas duas estavam na última temporada?

Sim, completamente! Eu amo trabalhar com Katie McGrath e qualquer desculpa para fazer qualquer cena com ela está bom para mim, mas sim, eu acho que nós duas estamos um pouco aliviadas por não haver mais tensão.

O relacionamento de Kara e Alex [Chyler Leigh] é outro aspecto fundamental da série. O que está reservado para o relacionamento delas na temporada final?

Acho que a irmandade é o alicerce da série. Não faltam momentos de Kara e Alex este ano, é claro. Eu acho que Alex tem sua própria jornada de entrar em seu próprio eu, percebendo todo o seu potencial e como é viver sua melhor vida. Há uma dupla em que podemos ver as jovens Kara e Alex novamente. Acho que esses tipos de episódios são alguns dos nossos mais fortes quando voltamos para Midvale. Você sabe, apenas dar uma olhada e ver o que torna a ligação delas tão forte, eu acho, é muito divertido para os fãs verem, muito identificável também.

Chyler fez sua estreia na direção nesta temporada. Como foi tê-la como diretora?

Eu não pude estar lá! Eu estava de licença maternidade, por isso tinha ido embora, mas ouvi de todos que ela arrasou e foi fantástico. Eu ouvi dela o quanto ela amou e que ela realmente encontrou uma paixão em dirigir. Ela está trabalhando há muito tempo e é uma profissional. Esta não é de forma alguma sua primeira série, então ela sabe como um set funciona e como tratar os atores e a equipe, então não tenho dúvidas de que ela foi incrível.

Dada a sua licença maternidade, quanto de você veremos na primeira metade da temporada?

Eu voltei da licença-maternidade em janeiro e tinha um pouco de atualização para fazer. Então, não estou ausente da primeira parte da temporada, mas estou em um lugar diferente. A Supergirl está bastante isolada.

Qual foi a parte mais desafiadora da última temporada?

A parte mais desafiadora, para ser honesta, tem sido mais logística. É o fato de que ainda estamos na pandemia. Claro, todos são muito gratos por ter empregos e estamos gratos por estarmos juntos para podermos nos ver, mas existe aquela barreira com as máscaras e quantos protocolos temos para a segurança de todos. Esse tem sido o maior desafio porque todo mundo só quer se abraçar, e estamos chegando perto do fim e é uma espécie de chatice não podermos simplesmente dar abraços e beijos e tem isso adicionado peso da pandemia ainda está acontecendo.

Supergirl retorna terça-feira na The CW.

 

Fonte: Entertainment Weekly

Tradução e Adaptação: Melissa Benoist Brasil

ACESSE:

Melissa Benoist está se despedindo de Supergirl depois de seis temporadas, mas a super-heroína continuará viva. O filme Flash já escalou Sasha Calle como Supergirl, e Benoist disse que está feliz em passar o bastão.

“Quanto mais Supergirls, melhor”, disse Benoist à UPI em uma entrevista à Zoom. “O mundo precisa do máximo de Supergirls que possamos ter”.

 Benoist estrela como Kara Zor-El, prima do Superman. Como Supergirl, Kara possui os mesmos poderes de vôo, visão de calor e invulnerabilidade do Superman.

Para Benoist, Supergirl incorpora mais do que apenas poderes e lutar com vilões. Ao longo de seis temporadas, Kara apoiou seus amigos e família também.

“Você tem verdade, justiça e o jeito americano do Superman, mas tem esperança, ajuda e compaixão por todos em Supergirl”, disse Benoist“Minha parte favorita sobre ela é o quanto ela se preocupa em ajudar as pessoas.”

Um dos relacionamentos importantes na vida de Kara é Lena Luthor (Katie McGrath), a irmã do vilão de Superman, Lex Luthor (Jon Cryer), que está tentando mudar o nome Luthor.

No entanto, manter sua identidade secreta como Supergirl muitas vezes compromete a amizade de Kara com Lena. Benoist disse que a última temporada mostrará Kara se tornando vulnerável com Lena e seus outros relacionamentos.

“Será uma Kara e uma Supergirl muito diferente para os fãs verem”, disse Benoist.

Supergirl também enfrentará sua própria mortalidade na temporada final, disse Benoist. Supergirl enfrentou kryptonita, a fraqueza que ela compartilha com Superman, mas Benoist disse que Kara deve reavaliar suas prioridades como heroína na 6ª temporada.

“Isso é chocante e traumático para ela”, disse Benoist.

Benoist disse que ela e os produtores Greg Berlanti, Sarah Schechter e Jessica Queller concordaram mutuamente que seria apropriado concluir Supergirl após a sexta temporada. A atriz de 32 anos disse que evoluiu como pessoa nos bastidores.

“Eu realmente aprendi a pedir o que preciso e a não me preocupar em ser a garota legal o tempo todo”, disse Benoist“Eu definitivamente sinto que cresci com essa personagem.”

A vida pessoal de Benoist mudou ao longo de seis temporadas. Ela era casada com Blake Jenner quando o programa começou em 2015. Em 2016, Benoist pediu o divórcio. Ela se casou novamente com Chris Wood, que interpretou Mon-El nas temporadas 2, 3 e 5 de Supergirl , em 2019. Eles têm um filho juntos, Huxley, nascido em setembro.

“Eu me sinto uma pessoa totalmente diferente de quando comecei o programa”, disse Benoist. “Supergirl realmente me desafiou a me tornar uma pessoa melhor como Melissa.”

Ao longo das seis temporadas, Benoist e o elenco de Supergirl fizeram aparições na Comic-Con e outras convenções. Encontrando fãs da série, Benoist viu em primeira mão como Supergirl fez a diferença.

Benoist disse que aplaudiu a inclusão por Berlanti de histórias LGBTQ em Supergirl. A série chamou atenção por um enredo de 2017 em que a irmã de Kara, Alex (Chyler Leigh), aparece.

Fãs LGBTs tuitaram histórias sobre como ver Alex se expor salvou suas vidas. Supergirl adicionou a atriz transgênero Nicole Maines como a personagem trans Nia Nal em 2018.

Benoist disse a Maines que a cena em que Nia aparece como trans salvaria vidas. No entanto, Benoist disse que o encontro com os fãs aumentou ainda mais o impacto.

“Quando você vê as pessoas pessoalmente, é aí que as coisas realmente acontecem”, disse Benoist.

Benoist disse que está satisfeita que Supergirl deu a cada um de seus personagens uma história completa em seis temporadas. Enquanto ela contempla seu próximo projeto, Benoist disse que está ansiosa para se concentrar em ser uma mãe para seu recém-nascido por um tempo.

“Meu filho está crescendo muito rápido dia a dia”, disse Benoist“Então, eu não quero que esse tempo passe muito rápido.”

Um dia, disse Benoist, ela espera que seu filho duvide que sua mãe seja uma super-heroína. Ela disse que estaria disposta a vestir o traje de Supergirl mais uma vez para convencê-lo.

“Se ele pedir, eu o faria”, disse Benoist. “Algo me diz que ele provavelmente não vai. [Ele] pode ficar envergonhado.”

Supergirl retorna terça-feira às 21h00 EDT na The CW.

 

Fonte: UPI

Tradução e Adaptação: Melissa Benoist Brasil

ACESSE:

SEASON PREMIERE – Enquanto Brainiac se aproxima da morte após tentar parar Lex, Supergirl e a equipe chegam para salvá-lo, se envolvendo em uma batalha épica com Gamenmae. Depois de derrotar Leviathan, Supergirl volta sua atenção para Lex, que usou a plataforma Obsidian para fazer uma lavagem cerebral em meio mundo para amá-lo e segui-lo a todo custo, não importa as coisas horríveis que ele faça. Sabendo o quão perigoso isso torna seu irmão, Lena convoca toda a equipe – Alex, J’onn, Dreamer, Kelly e Brainiac – para ajudar, mas Supergirl percebe que a única maneira de realmente parar Lex é se sacrificar.

 

MBBR000002~12.jpg MBBR000004~10.jpg MBBR000001~13.jpg

[2015-PRESENTE] SUPERGIRL > SEXTA TEMPORADA > STILLS > 6X01 – REBIRTH

 Jesse Warn dirigiu o episódio escrito por Robert Rovner e Jessica Queller e teleplay de Jay Faerber e Jess Kardos

ACESSE:

A Supergirl fará seu último vôo na primavera americana. A série da CW retornará para sua sexta e última temporada na terça-feira, 30 de março, apurou a TVLine.

Supergirl assumirá o horário atualmente ocupado por Superman & Lois, que entrará em uma breve pausa devido a uma interrupção de produção relacionada ao COVID, que ocorreu no início deste verão. Superman & Lois retornará com o resto de sua primeira temporada na terça-feira, 18 de maio, às 21h. Supergirl então retornará para completar sua temporada final em algum momento no verão (data exata a ser definida).

“Dizer que foi uma honra retratar esta personagem icônica seria um eufemismo massivo”, disse a estrela de Supergirl, Melissa Benoist, quando a notícia do encerramento estourou em 2020. “Ver o incrível impacto que a série teve sobre as garotas em todo o mundo sempre me deixou humilde e sem palavras. Ela teve esse impacto em mim também. Ela me ensinou uma força que eu não sabia que tinha, para encontrar esperança nos lugares mais sombrios e que somos mais fortes quando estamos unidas. O que ela representa nos leva a ser melhores. Ela mudou minha vida para melhor, e sou eternamente grata. ”

Pouco se sabe sobre o final de Supergirl, embora possamos confirmar que Azie Tesfai (também conhecida como Kelly Olsen) está co-escrevendo o episódio 12, tornando-a a primeira atriz a ter uma participação na escrita de um episódio de uma série do Arrowverse.

A CW anunciou recentemente as datas de estréia de várias outras séries, incluindo a sexta temporada da série Legends of Tomorrow do Arrowverse, que é a nova exibição antes de Batwoman aos domingos.

Quais são as suas esperanças para a temporada final de Supergirl?

 

Fonte: TV Line

Tradução e Adaptação: Melissa Benoist Brasil

Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Hosted by Free Fansite Hosting @ 2020 - Melissa Benoist Brasil